Acontece nos Fóruns

Fernando Pimentel entrega 160 veículos para o Instituto Estadual de Florestas

Distribuição de carros dobra a frota do IEF, que tem uma das maiores capilaridades institucionais de Minas Gerais

Imagem ilustrativa

O governador Fernando Pimentel entregou nesta terça-feira (2/5), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, 160 veículos para o Instituto Estadual de Florestas (IEF). Foram investidos R$ 13,3 milhões na compra dos carros, que serão utilizados em diversas atividades do órgão, entre elas, ocorrências de incêndios florestais. Foram entregues para as unidades regional do IEF 26 carros, 89 caminhonetes e 45 veículos utilitários.

Pimentel destacou a importância da entrega de veículos para o meio ambiente em um estado com as características de Minas Gerais, com grande número de municípios e extensão territorial, além das diferenças regionais e geográficas.

“O dinheiro dos impostos dos mineiros e das mineiras tem de ser bem empregado. E bem empregado é, por exemplo, renovar a frota do IEF e do meio ambiente como um todo. Estamos fazendo esse esforço porque, isso sim, significa melhoria da vida da população. Isso é muito mais importante que algumas grandes entregas que o Estado fez no passado. Eu poderia dar como exemplo o fato de que nós estamos utilizando, aqui, Palácio da Liberdade. E a 30 quilômetros de distância tem um prédio suntuoso, que custou R$ 2 bilhões e que, sinceramente, não mudou em nada a qualidade de vida dos mineiros. Enfim, erros do passado. Não podemos corrigi-los, vamos conviver com eles, mas vamos ter outra atitude com o dinheiro público de Minas Gerais”, afirmou.

O governador lembrou a atuação dos diversos órgãos por toda Minas Gerais, prestando os mais diversos serviços, a exemplo do IEF, que conta com 13 escritórios regionais, 150 agências de atendimento, 91 unidades de conservação e 62 viveiros de produção de mudas, além de Centros de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) e outros de pesquisa. “O Estado só está presente nos municípios e na vida dos cidadãos porque tem órgãos com a presença, por exemplo, de um Instituto Estadual de Florestas. É por isso que a máquina pública funciona e, sem uma frota nova, adequada, sem equipamentos necessários para fazer o trabalho, a máquina pública não funciona e, não funcionando, o prejudicado é o cidadão de Minas Gerais”, explicou.

Pimentel destacou ainda a importância da área de meio ambiente, que deve estar atenta às características de cada região do estado e próximo da vida dos cidadãos. “Nós, servidores públicos, temos de estar presentes em todo o território mineiro e entendendo a especificidade de cada região e suas demandas. Fazer os licenciamentos necessários, facilitar a vida do cidadão para que ele possa cumprir a lei com facilidade. Isso não deve ser uma atitude punitiva, pelo contrário, mas pedagógica, educativa. Atrair o cidadão e a cidadã para boa preservação do meio ambiente, para a sustentabilidade, que é a meta que nós todos queremos. Nada disso é possível se nós não tivermos nosso olhar atento para cada um e para cada uma das repartições que trabalham o meio ambiente”, disse.

Entrega de veículos

Dos 160 veículos entregues ao IEF, 90 serão utilizados no trabalho nas unidades de conservação, onde o transporte de pessoas e equipamentos é uma necessidade constante e as distâncias a serem percorridas, muitas vezes, são longas e em condições severas. É o caso, por exemplo, dos incêndios florestais, quando o deslocamento de brigadistas e equipamentos deve ser feito de forma rápida. Outros 26 serão destinados aos escritórios regionais, agências de atendimento e unidades do IEF localizadas em centros urbanos. Quarenta serão distribuídos para viveiros de produção de mudas e quatro serão postos à disposição dos Cetas.

O secretário de Estado adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Germano Luiz Gomes Vieira, destacou o esforço do governo para dobrar a capacidade operacional do IEF, além de recompor a frota de veículos já existente.

“Esses 160 carros, em especial as caminhonetes, serão fundamentais para que possamos seguir trabalhando firmemente na defesa de nossas unidades de conservação da natureza, tão importantes para a preservação da vasta e rica cobertura florestal de Minas Gerais. Elas estarão mais bem aparelhadas para enfrentar o duro período de estiagem que se aproxima, dando suporte ao Programa de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Previncêndio), uma das mais estruturadas e competentes forças de combates ao incêndio do país, que na nossa reforma administrativa retorna ao IEF", afirmou.

Para o diretor-geral do IEF, João Paulo Sarmento, a reestruturação da frota é um ganho para a instituição e permite melhores condições de trabalho aos servidores. “Estamos colocando 80 caminhonetes nas unidades de conservação. Antes, nós tínhamos 50. Estamos reestruturando viveiros, que têm papel fundamental na restauração da cobertura florestal do Estado. Então, sem os equipamentos necessários a gente não conseguiria atingir nossos objetivos”, ponderou.

Para a distribuição dos veículos, segundo ele, foram observados vários critérios: o nível de importância dos parques, a necessidade de trabalho, o tamanho da área e o número de servidores. “Em termos gerais, estamos substituindo e agregando veículos. O Governo Pimentel conseguiu dobrar o número de veículos que a gente tinha nessas situações”, lembrou.

Regionais

O escritório regional Centro-sul do IEF, sediado em Barbacena, recebeu 30 carros. O Regional Alto Médio São Francisco, baseado em Januária, 17 veículos. O de Rio Doce, em Governador Valadares, 13 carros, mesmo número do Alto Jequitinhonha, com sede em Diamantina. A região Norte, com base em Montes Claros, terá 10 novos veículos. O escritório regional Mata, com sede em Ubá, receberá 15 veículos, mesmo número que será destinado à Regional Centro-Norte, que tem seu núcleo em Sete Lagoas. Completam a distribuição dos veículos os Regionais Noroeste, com sede em Unaí (sete veículos); Centro-Oeste, em Divinópolis (oito); Sul, em Varginha (nove); Triângulo, em Uberlândia (cinco); Nordeste, em Teófilo Otoni (sete), Alto Paranaíba, em Patos de Minas (cinco) e a Força Tarefa e o Previncêndio, com seis veículos.

O prefeito de São Roque de Minas, Território Sudoeste, elogiou a entrega dos veículos, principalmente por conta das características do município, que integra a regional Centro-Oeste do IEF. “São Roque de Minas é um município com mais de dois mil quilômetros quadrados, onde estão localizados o Parque Nacional da Serra da Canastra e a nascente do rio São Francisco. Tenho certeza que o veículo trará qualidade para o combate a incêndio”, afirmou.

Participaram da solenidade secretários de Estado, prefeitos, vice-prefeitos, deputados estaduais e servidores da pasta de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

Fonte: Agência Minas