Acontece nos Fóruns

Fóruns incrementam a interlocução entre os servidores no interior

Diálogo entre os servidores

Imagem ilustrativa

Os Fóruns Regionais de Governo nasceram com a proposta de estabelecer um diálogo com a sociedade civil, antes distante das discussões acerca dos trabalhos da gestão estadual. Todavia, na medida em que as atividades dos Fóruns foram acontecendo, ficou claro que havia uma demanda reprimida também de diálogo intragovernamental. Ou seja, os diferentes órgãos do governo não tinham uma rotina de diálogo entre eles e, em muitos casos, se sentiam distantes da administração central.

A partir dessa percepção, os Secretários Executivos dos Fóruns Regionais foram orientados a buscar formas de fazer como que o fluxo de informações entre os órgãos seja mais eficiente, além de atuarem como mediadores entre demandas específicas das regionais administrativas do governo estadual situadas fora da capital.

Para o coordenador estadual dos Fóruns, Fernando Tadeu, os resultados estão sendo muito positivos. “Os servidores não estavam acostumados com esse tipo de aproximação, mas agora eles podem contar com a nossa plataforma para apresentar os resultados de seus trabalhos e também para expor algumas das limitações enfrentadas no dia a dia por conta da distância em relação ao governo central”, explica.

O secretário executivo do Território Sudoeste, Juarez Moreira, conta que fez o esforço de realizar reuniões individuais com a mais alta gestão dos órgãos em seu território e construir uma agenda para que todos pudessem sentar à mesma mesa.

“Descobri que o problema era ainda maior. Além de não se comunicarem, eles sequer se conheciam”, conta Juarez. Em suas palavras, a experiência foi “fantástica”, pois agora que todos se conhecem, eles têm abertura para trocar impressões sobre seus trabalhos e informações relevantes para o bom funcionamento da administração regional.

Gleide Ribeiro Diniz é diretora regional da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) em Uberlândia – Triângulo Norte. Ela exaltou a troca de experiências entre servidores e a importância de unirem forças localmente.

“Nós, gestores locais, vivemos a mesma realidade. Por isso precisamos operar enquanto rede, buscar soluções sem sobreposição de ações, potencializar recursos do Estado, agilizar soluções e dar uma qualidade maior para a gestão estadual”, afirmou Gleide.